16
Dom, Gen

Typography

No dia 26 de novembro, a Família Paulina espalhada pelos cinco continentes, tem uma motivação especial para reunir-se ao redor da Mesa da Palavra e da Eucaristia: Celebrar a Festa Litúrgica do nosso Fundador, o Bem-aventurado Tiago Alberione. Neste ano de 2021, todos nós, Membros da nossa “admirável Família Paulina”, tivemos mais uma motivação significativa: recordamos os 50 anos da Morte do Bem-aventurado Tiago Alberione.

Os Membros da Família Paulina residentes em São Paulo, reuniram-se no dia 26 de novembro, às 18h00, na Paróquia Santo Inácio de Loyola e São Paulo Apóstolo, para participarem da solene Celebração Eucarística, presidida pelo neo-sacerdote, Pe. João Paulo da Silva (ordenado Presbítero no dia 12 de novembro) e concelebrada por vários Sacerdotes Paulinos.

A homilia foi proferida pelo Pe. Claudiano Avelino dos Santos, Superior Provincial, que, dentre outras coisas, afirmou: “Hoje estamos celebrando a festa do bem-aventurado Pe. Tiago Alberione, no cinquentenário de sua morte. Para esta homilia gostaria de tomar um pensamento do nosso bem-aventurado fundador, quando ele diz que não correspondeu o excesso da caridade divina que recebeu: ‘... todos devem considerar como pai, mestre, modelo, fundador somente são Paulo Apóstolo. Ele o é de fato (...) Quanto à sua pobre carcaça, ele cumpriu alguma parte da vontade divina, mas deve desaparecer de cena e da memória ... como o sacerdote que, acabada a missa, depõe a casula e permanece o que é diante de Deus (Abundantes divitiae gratiae suae, 3).

Querido beato Alberione, você pede para ser esquecido. Nós não podemos obedecê-lo nisso. Como esquecer o homem por meio de quem Nosso Senhor nos atraiu para que buscássemos a santificação na vida comunitária e mediante o apostolado da comunicação social?

Como deixar esquecido aquele menino que disse diante da professora e dos oitenta colegas na sala de aula, ao ser interrogado a respeito do que pretendiam da vida, disse com convicção: ‘Mi farò prete’ (Serei padre). A partir daí, ele orientou o estudo, a piedade, os pensamentos e até mesmo o tempo de recreio nessa direção.
Como deixar esquecido o jovem que na noite entre 31 de dezembro de 1900 e 1º de janeiro de 1901, recebeu de Jesus Eucarístico uma luz especial, de modo que sentiu-se profundamente obrigado a preparar-se para fazer algo pelo Senhor e pelas pessoas do século que estava começando?

De joelhos diante de Jesus, o jovem Alberione desejou para a Igreja um novo impulso missionário, de modo que as leis, a escola, a literatura, a imprensa, os costumes fossem saneados pelo Evangelho.

Como esquecer o seminarista que, em oração, sonhou com uma falange de apóstolos dos novos tempos, a serviço da Eucaristia, do Evangelho, do Papa, e por isso sentiu-se obrigado a servir a Igreja e os homens, não sozinho, mas em união com outras pessoas?

Talvez a Família Paulina no Brasil tenha se esquecido do Pe. Alberione, talvez o tenha escondido, mas não por obediência ao pé da letra do escrito do fundador, mas mesmo por desleixo, que faz esquecer as grandes coisas que Deus realizou por meio deste homem de saúde física frágil, mas de vitalidade e persistência que nos fazem, por um lado ter grande admiração, mas por outro nos fazem corar de vergonha por fazermos tão pouco.

Bem-aventurado Pe. Alberione, nós não podemos esquecê-lo, pois de você queremos aprender a evangelizar as pessoas de nosso tempo, com uma linguagem que lhes toque o coração. Hoje nós pedimos sua intercessão: ajudai-nos a ser bons comunicadores, boas comunicadoras, considerando o que disse o Papa no dia de ontem: ‘Não esqueçam a oração. É o meio de comunicação mais importante’”.

Após a Celebração Eucarística foi servido um lanche na Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação (FAPCOM).

No dia 27 de novembro, às 12h00, os Paulinos e Formandos residentes em São Paulo encontraram-se novamente, na Comunidade Pe. Tiago Alberione – Casa Provincial – para conviverem e confraternizarem-se saboreando um delicioso churrasco.
Estes dois dias foram “uma ocasião propícia para renovar nosso compromisso de viver e anunciar o Evangelho na fidelidade criativa ao carisma paulino na atual cultura da comunicação”, como afirmou o Superior Geral, Pe. Valdir José de Castro, em sua mensagem na Festa do Bem-aventurado Tiago Alberione.

Dove Siamo